3 formas de como calcular o ROI utilizando big data

Atualmente, cada vez mais empresas utilizam o big data com o objetivo de melhorar os resultados das estratégias do negócio e obter maiores lucros com as ações desenvolvidas. Nesse cenário, aplicar a solução ao calcular o ROI consiste em outro diferencial que deve ser utilizado.

A seguir apresentamos o que é o ROI, como ele pode ser analisado e quais são os benefícios de associar o cálculo ao uso do big data. Confira!

O que é ROI?

ROI é sigla para “retorno sobre o investimento” e consiste em um indicador fundamental para mensurar os lucros ou prejuízos dos investimentos realizados pela empresa, seja na área de marketing digital, seja nos treinamentos, em ferramentas etc.

Com o acompanhamento dessa métrica é possível otimizar os investimentos mais lucrativos da empresa, sabendo quais estão funcionando adequadamente e quais não proporcionam o resultado desejado.

Atualmente o ROI é um aliado importante na tomada de decisão das empresas, pois a métrica auxilia no planejamento de resultados mais realistas.

Como analisar e interpretar o ROI?

Para calcular o ROI, o gestor de marketing deve conhecer a receita total obtida por meio de um investimento e os custos totais. A fórmula é simples:

ROI = (receita – despesas / despesas) x 100

Para a aplicação da fórmula ao calcular o ROI, temos como exemplo os seguintes valores:

(100 mil – 10 mil / 10 mil) x 100

Nesse cenário, o retorno seria de 900%.

Apesar da fórmula simples, a interpretação do ROI esbarra em alguns desafios. O primeiro deles refere-se à obtenção dos números exatos, que só podem ser calculados com um monitoramento correto das ações — tarefa que pode ser auxiliada pelo uso do big data.

Para uma interpretação adequada do ROI, é indicado que seja feito um mapeamento de toda a jornada do comportamento do usuário, entendo as demandas dos consumidores a partir da segmentação dos públicos da empresa e das estratégias desenvolvidas.

Ao calcular o ROI é possível identificar os benefícios financeiros de todas as ações desenvolvidas, mas também é importante ter consciência das vantagens intangíveis da estratégia — como o conhecimento adquirido pela equipe ao coletar, armazenar e mensurar os dados usados na avaliação do retorno.

Quando considerada a análise do ROI usando o big data, um dos primeiros benefícios adquiridos será o desenvolvimento das habilidades da equipe. Usar essa tecnologia demonstra a maturidade analítica da empresa, e esse resultado só pode ser obtido com a prática.

A interpretação do ROI também depende de conhecer quem é o usuário para que seja possível mantê-lo ativo e direcionar o conhecimento sobre os lucros da empresa para as ações mais pontuais.

Um e-commerce no qual o cliente compra um novo perfume a cada três meses é um bom exemplo. Para reativar esse consumidor no prazo é preciso usar informações detalhadas da jornada de compra dele, de forma que o monitoramento deve ser constante para gerar os resultados esperados. É exatamente nesse desafio que o big data torna-se um diferencial determinante.

Como mensurar o ROI com big data?

Na maior parte das empresas, o investimento em big data começa em menor escala, o que gera baixos investimentos iniciais e um retorno sobre o investimento elevado. Entretanto, conforme o tempo passa, aumenta a maturidade da equipe para lidar com os dados, o que por sua vez demanda uma estrutura mais robusta.

Nesse cenário, aumenta-se o investimento nos recursos de big data e exige-se monitoramento permanente calculando o ROI e verificando o retorno de ações mais complexas, como data mining, decisões em tempo real e outras.

Devido à complexidade da área, uma das principais formas de calcular o ROI usando o big data é baseando-se em estudos de caso do tema, pesquisando o que tem dado certo em outras companhias e obtendo insights a partir dessas inovações.

Conheça a seguir três formas de calcular o ROI usando a tecnologia.

1. Análise de cenário

A Red Roof Inn, empresa da área de hospedagem, utilizou o big data para crescer a um ritmo de 10% ao ano. Isso foi possível pelo monitoramento pela equipe de marketing das informações meteorológicas históricas e dados do governo americano para verificar as ocorrências de atrasos ou cancelamentos de voos.

Assim, a empresa identificou que de 2% a 3% dos voos eram cancelados por dia, resultando em 500 aviões que não decolavam e 90 mil passageiros presos nos aeroportos. Dessa forma, iniciou-se uma campanha de publicidade para impactar exatamente esses potenciais clientes que precisavam de reservas de última hora e proporcionaram um aumento do ROI da empresa devido à mudança na comunicação.

2. Redução de custos operacionais

O big data tem o potencial de afetar diretamente o ROI da empresa ao viabilizar uma redução dos custos operacionais do negócio, adequando os custos de requisição dos departamentos. Essa solução foi usada pela UPS, companhia que realiza mais de 4 bilhões de entregas anuais.

Por meio das aplicações de big data e da análise do histórico a empresa investiu na definição das rotas de entrega de acordo com dados, cálculo do tempo ocioso dos veículos de entrega e manutenção preventiva.

Essas estratégias viabilizaram, desde a implementação do programa, uma economia de mais de 39 milhões de galões de combustível e menos 364 milhões de quilômetros rodados pelos veículos.

3. Experiência do cliente

O big data também tem uma grande influência na experiência proporcionada ao cliente, o que resulta em um melhoria significativa do ROI. A Centrica, empresa de energia do Reino Unido que atende a 28 milhões de clientes, começou a usar a tecnologia com esse objetivo.

Por meio do big data foi possível ter acesso a relatórios mais detalhados e precisos sobre o consumo de energia elétrica de cada cliente, melhorando a interpretação sobre o próprio uso de energia. A empresa realiza a coleta, a segmentação e a análise dos dados com objetivo de fornecer informações precisas em tempo real.

O que considerar ao calcular o ROI com big data?

Para calcular o ROI usando o big data, é possível utilizar diferentes estratégias de acordo com as necessidades da empresa. Destacam-se a seguir alguns fatores que devem ser considerados, como:

  • usar o big data para ter informações mais precisas sobre os custos de cada campanha — como de mídias pagas —, melhorando o cálculo do retorno;

  • avaliar com mais precisão os custos de requisição para que o valor das despesas seja mais preciso e haja menos desperdício;

  • retirar do mailing os clientes que tiveram bit point, evitando elevar os custos das campanhas com um público inadequado.

Também é importante considerar os principais erros no cálculo do ROI para evitá-los. Destacam-se como problemas recorrentes a análise de um único fator — prejudicando a compreensão do todo e podendo causar decisões equivocadas — e também o uso de dados ultrapassados, que não representam mais a realidade do negócio.

Para fazer uma análise adequada usando o big data é fundamental utilizar uma plataforma de armazenamento de dados e de gestão de big data eficiente.

Entre os benefícios alcançados ao calcular o ROI destaca-se o alcance de melhores resultados nas estratégias, a melhoria da tomada de decisão, a experiência do cliente, a redução dos custos operacionais e o consequente aumento da lucratividade da empresa.

Quer saber mais sobre o uso do big data no cálculo do ROI e as vantagens de uma plataforma de qualidade? Entre em contato com nossos especialistas!