A disputa pelas primeiras posições da busca orgânica está cada vez mais competitiva. As empresas estão se preocupando mais e aplicando as técnicas de SEO. Visando criar um melhor ranqueamento e direcionar os usuários para conteúdos mais relevantes, o Google e demais buscadores atualizam constantemente suas regras. Os topic clusters são uma dessas novidades.

Se você ainda não sabe o que esse termo significa, não pode perder mais tempo. Afinal, sua posição na busca orgânica pode estar ameaçada! Confira este conteúdo e veja como garantir bons resultados.

O que são topic clusters?

Os topic clusters representam um conceito de organização dos conteúdos desenvolvido pela HubSpot. A ideia é gerar uma alta relevância para os conteúdos e organizá-los de forma integrada.

Se traduzirmos o termo, “topic” representa tópicos e “clusters” são os grupos, ou seja, podemos entender esse conceito como grupos de conteúdos que se integram em torno de um tópico principal.

Qual é a importância desse conceito?

Antes de partirmos para a forma de aplicar esse conceito, precisamos ter claro em nossa mente a sua importância, principalmente para o SEO.

O Google e outros buscadores estão investindo cada vez mais na humanização das máquinas e na melhor comunicação com os humanos, tanto que uma das principais tendências do futuro é a comunicação por voz para as buscas e o reconhecimento disso para o ranqueamento orgânico.

Então, aquela rigidez das palavras-chave e de como elas são escritas pelo usuário para ranquear o conteúdo está sendo quebrada. A tendência é que a intenção de busca do usuário tenha maior valor do que a forma com que ele escreve o termo.

Por isso, a ideia dos topic clusters é criar uma estrutura com links internos entre os conteúdos que abordam um tópico principal, gerando uma experiência mais completa para o usuário.

O que saber para aplicar ao SEO?

Para começar a aplicar a ideia dos topic clusters, é preciso pensar em três pontos:

Post pilar

O post pilar é o conteúdo central da estratégia. É aquele que consegue abranger todo o conteúdo do tópico principal.

Normalmente o post pilar é feito com uma palavra-chave head tail importante para o mercado em que a empresa está inserida. Além disso, ele é direcionado ao topo do funil de vendas.

Para definir qual será ou serão os seus posts pilares, é interessante observar a abrangência do assunto trabalhado. Ou seja, esse post deve contemplar as principais dúvidas do seu público e conseguir servir de sustentação para outros conteúdos mais específicos.

Clusters

Os clusters são os conteúdos ligados ao pilar, mas que apresentam material mais específico. Por isso, normalmente esses conteúdos são criados com palavras-chave long tail e estão posicionados no meio ou fundo do funil.

O conteúdo do cluster deve trabalhar um tema de forma bem específica, sem entrar em termos mais gerais, como seria nos pilares.

A indicação é que para cada pilar haja de 10 a 30 clusters. Os pilares devem fazer referência a todos os clusters, mesmo que seja de forma breve.

Linkagem interna

Tratando-se de SEO, os links externos têm alta relevância e grande atenção dos buscadores. Porém, você não deve ignorar os links internos.

Os topic clusters devem ser interligados com os links internos. O ideal é que cada cluster faça o link para o conteúdo pilar, e que de preferência esse seja o primeiro link, com o termo exato trabalhado na página. No pilar, você também precisa retornar o link para o cluster.

Então, vimos neste conteúdo que os topic clusters representam uma estratégia bem interessante para ranquear suas páginas principais no topo das buscas. Essa técnica exige bastante organização e mensuração dos resultados.

Faça um mapeamento dos seus conteúdos e verifique também a posição que cada um deles está ocupando nas pesquisas, além da relevância das palavras-chave. Dessa forma você conseguirá montar ações mais eficientes!

Gostou do nosso conteúdo sobre os topic clusters? Então aproveite e conheça também as técnicas de SEO para vídeo e como utilizá-las para gerar mais visualizações!

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Adonis Batista

CEO e Nômade

Previous Como aplicar Business Intelligence no marketing digital? Saiba aqui!
Next Ative toda a sua audiência com uma DMP
Close

NEXT STORY

Close

5 Erros que estão acabando com suas campanhas de Mídia Display

12/05/2017
Close