Conheça 7 modelos de retargeting e como funcionam

O retargeting (também chamado de remarketing) é um mecanismo utilizado para impactar um público com publicidade depois que ele já teve um contato inicial com a sua empresa.

Por exemplo, alguém que visualizou um produto em sua loja pode receber anúncios relacionados a ele ao usar o Facebook e outros sites. Outra possibilidade inclui direcionar publicidade a quem executou certas ações que denotam interesse em determinado item, como acessá-lo em um e-commerce ou até colocá-lo no carrinho.

Trata-se de um sistema que depende de um bom planejamento para trazer bons resultados. Como em diversos outros mecanismos de marketing, você dependerá da eficácia dos modelos de retargeting certos para ter sucesso. Existem diversas variações possíveis e você tem que optar pelas melhores.

Quer ajuda? Então veja a seguir 7 modelos de retargeting e como funcionam:

1. Baseado em busca

Alguém que procura por determinado produto no Google provavelmente está em um estágio de intenção de compra bastante avançado. Tendo isso em mente, você pode implementar um modelo de retargeting focado nisso, levando em conta os termos buscados e exibindo anúncios relacionados.

2. Visita ao site

Um dos modelos de retargeting mais promissores, ele impacta quem visitou o seu site alguma vez com conteúdo relevante. Serve para persuadir essa pessoa a retornar e, quem sabe, fechar negócio com você.

3. Abandono de carrinho

Nesse modelo de retargeting, o intuito é impactar quem passou pelo site da sua loja, colocou algum produto no carrinho, mas não finalizou a venda. Ao exibir anúncios para aquele item onde o seu potencial cliente estiver, você pode até oferecer um cupom de desconto para convencê-lo a voltar.

4. Engajamento em redes sociais

Se a sua marca conduz alguma campanha de marketing nas redes sociais, pode aproveitar um dos modelos de retargeting para melhorar seus resultados. Nesse, é possível impactar quem teve algum tipo de interação com seus posts, patrocinados ou não.

5. Contextual

O retargeting não depende apenas da interação do público com conteúdo da web: pode também partir de contextos externos. É o caso de datas comemorativas ou eventos atuais. Você pode iniciar uma campanha para impactar durante o período de férias um público que checou pacotes de viagens, por exemplo.

6. Visualização de vídeo

Trabalhar com vídeos pode trazer excelentes resultados para a sua marca, ainda mais se você utilizar os modelos de retargeting certos. Um deles permite exibir anúncios para quem viu algum vídeo seu, qualificando bastante seu público.

7. Engajamento com outro anúncio

O próprio retargeting serve como ótima base para seus modelos de abordagem. É possível qualificar a sua audiência ao aproveitar quem já interagiu com um anúncio de retargeting. Isso permite ter um alvo altamente específico e estratégico.

Viu só como existem diversas maneiras de usar os modelos de retargeting adequados para impactar o público-alvo da sua marca? Trata-se de um sistema muito sofisticado que conseguirá entregar a audiência correta para os seus objetivos, contribuindo imensamente para alavancar seu sucesso. Experimente e fique de olho nas suas métricas de performance.

Continue aprendendo mais sobre como aprimorar seus resultados com a ajuda da tecnologia. Veja no blog como o big data e customer analytics ajudam nas campanhas de marketing.