Você já ouviu falar em second party data? O marketing hoje já não é mais o mesmo, as relações entre consumidores e empresas estão cada vez mais embasadas em tecnologia e é preciso entender o cliente para conseguir manter a captação alta.

Nesse mercado altamente competitivo e cada vez mais exigente surge a grande necessidade de utilizar, da melhor forma possível, os dados disponíveis para criar estratégias de marketing mais eficientes.

Uma das novas estratégias utilizadas hoje é a busca e a manutenção de second party data. Não se preocupe se você ainda não sabe o que esse termo significa, vamos contar tudo para você neste post. Confira a seguir!

O que é first party data?

Os dados de first party data são aqueles gerados em sua própria empresa, ou seja, todas as informações de marketing e venda que podem ser coletados diretamente em seu negócio.

Ao armazenar esses dados, é possível realizar uma série de análises importantes sobre a atuação de suas equipes e os resultados conquistados, porém, você fica limitado pelas informações geradas localmente.

Em um primeiro momento, ao buscar um modelo de gestão baseado em dados, é importante reunir first party data, contudo, com o passar do tempo, apenas essas informações vão se tornar insuficientes para continuar melhorando resultados.

Os dados de first party data mais comuns coletados diretamente dentro da empresa são:

  • dados comportamentais de clientes dentro de sites ou aplicativos da empresa;
  • dados do CRM;
  • dados sociais e pessoais;
  • dados de assinatura.

O que é third party data?

Ao dominar totalmente seus dados internos, é preciso buscar outras fontes de informação que possam contribuir para o gerenciamento de seus resultados. É aqui que entra o third party data — ou dados de terceiros.

Esse tipo de informação é de livre consulta na web. Qualquer um pode criar uma solução para se aproveitar desses dados e melhorar ainda mais sua gestão. Podemos destacar aqui, por exemplo, as redes sociais, fóruns de discussão, entre outras fontes também chamadas de “abertas”.

Contudo, ter acesso a esses dados, por mais importante que seja, não pode gerar um aumento de competitividade em relação aos seus concorrentes. Isso porque, como as fontes são livres para consulta, todas as outras empresas também podem ter acesso.

O que é second party data?

Então, chegamos ao objeto do nosso post. Second party data são dados ofertados por uma empresa não diretamente concorrente que podem ser usados para melhorar seus processos.

Isso permite realizar um cruzamento entre essas três fontes de dados para obter informações ainda mais precisas e com um poder estratégico muito maior, mostrando-se assim capaz de melhorar significativamente a competitividade de uma empresa.

Podemos conceituar então os second party data como os dados principais de outra empresa que podem ser acessados por meio de compra ou parceria na troca de informações.

Os dados de second party data mais comuns coletados em parceria com empresas são:

  • atividade em sites;
  • uso de aplicativos;
  • mídias sociais;
  • pesquisas com clientes.

Quais as vantagens de adquirir second party data?

São várias as vantagens de se montar um ambiente com dados originários de outras empresas, entre elas estão:

Alcançar novas audiências

Ao pensar em expansões, é preciso levar em conta um público inexplorado pela sua empresa, o que também implica falta de informações confiáveis na hora de traçar estratégias.

Contar com dados construídos por outra empresa facilita o alcance de novas audiências e abertura de novos mercados para seus produtos e serviços, poupando recursos empregados em campanhas equivocadas.

Aumentar o volume de dados

Sua empresa pode contar com pouco tempo de mercado e, por conta disso, não ter uma leitura precisa de seu público-alvo. Por esse motivo, adquirir dados de outra empresa pode adicionar volume ao seu banco.

As informações de um parceiro podem complementar seus próprios levantamentos, levando à criação de campanhas muito mais bem-sucedidas e com melhores resultados.

Prever comportamentos

Pode-se utilizar de second party data também para realizar previsões mais acertadas com relação aos movimentos dos mercados e possíveis novas demandas de seu público-alvo.

Ao empregar comportamentos preditivos em suas análises, a chance de sucesso aumenta e minimiza-se o risco de tomar atitudes equivocadas com relação ao lançamento de produtos e criação de campanhas.

Criar relação de parceria

Além da troca de dados, um contrato para o uso de second party data estabelece uma parceria entre sua empresa e outra companhia que pode ser benéfica para ambas as partes.

Esse relacionamento ajuda as duas organizações a crescer, e, num futuro, caso você precise novamente de acesso a dados dessa empresa, o processo pode ser realizado de forma muito mais simples e rápida.

Como obter second party data?

Existe basicamente dois meios de conseguir dados de second party data. O primeiro é a partir de uma parceria, ou seja, fornecer informações acerca de sua empresa para ter acesso aos de outra por meio de uma troca de dados.

A segunda forma é realizando a compra de um determinado pacote de informações. Hoje, muitas empresas realizam a chamada capitalização de suas informações. A Hariken permite que empresas adquiram dados.

Esse processo é uma venda de seus dados mediante um contrato de confidencialidade de modo a resguardar quaisquer informações de seus clientes que estejam sob sua responsabilidade.

Em ambos os casos, é preciso que você se dirija à empresa proprietária das informações que deseja com uma proposta de compra ou parceria. O mais difícil de todo o processo é encontrar alguém que tenha as informações necessárias para o seu setor de marketing. Para facilitar esse processo, é possível utilizar alguma solução, como a Hariken, que intermedia esse processo e já possui diversos parceiros fornecedores de dados.

Após a escolha do fornecedor, é preciso redigir um contrato em que ambas as partes — quem cede e quem recebe a informação — concordem com quais dados serão disponibilizados e o que poderá ser feito com eles.

Os dados de second party data podem trazer alta competitividade para a empresa, pois ofertam informações que ela não poderia obter de outra maneira. Muitas organizações já estão se atendo a esse fato e buscando realizar parcerias com outras empresas em busca de dados relevantes ao seu negócio.

Gostou deste post? Que tal compartilhá-lo agora mesmo em suas redes sociais e deixar que todos os seus amigos também possam lê-lo?

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Adonis Batista

CEO e Nômade

Previous A importância da análise de dados qualificada para uma empresa
Next Como fazer nutrição de clientes com mídia programática

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Marketing por Dados: Tudo que você precisa saber.

12/12/2017
Close