Você já criou uma campanha e não teve o resultado esperado? Então é provável que você tenha errado na segmentação de clientes!

A grande maioria das campanhas de marketing digital, seja em Mídia Display, e-mail marketing ou Mídias Sociais falha por não estarem corretamente segmentadas.

Impactar o público certo é o fator de maior importância para o sucesso das campanhas. A segmentação de clientes correta permite que as empresas otimizem seus orçamentos e aproveitem ao máximo, atingindo os consumidores ideais para converter no produto que está sendo anunciado, sem desperdiçar orçamento com pessoas que provavelmente nunca se tornarão clientes.

Além disso, ao utilizar uma segmentação correta, é possível criar mensagens especificas para cada grupo de clientes, permitindo uma maior conexão entre a marca e seu público-alvo, gerando empatia e vendas, consequentemente.

Com a enorme quantidade de dados e informações disponíveis atualmente, existem infinitas formas de segmentar os consumidores, utilizando soluções como as DMPs (Data Management Platform) para impacta-los da maneira mais assertiva possível. As principais são:

 

Segmentação geográfica:

A segmentação de clientes com base em informações geográficas baseiam-se de acordo com o local em que o público está localizado. Essas segmentações podem ser amplas como um país ou extremamente restritas como um endereço específico. Atualmente, recursos de geolocalização permitem segmentações avançadas nesse sentido.

A segmentação geográfica é útil tanto para grandes quanto para pequenas empresas.

Grandes empresas com grandes mercados podem oferecer produtos ou serviços especificamente para públicos em locais específicos. Por exemplo, uma loja de departamentos pode direcionar anúncios de biquini para as regiões mais quentes do Brasil e anúncios de casacos para os locais mais frios.

Para pequenas empresas, a segmentação geolocalizada é fundamental para evitar o desperdício de recursos com clientes que dificilmente converteriam. Por exemplo, uma lanchonete que entrega em apenas um bairro, pode segmentar suas campanhas para um raio pequeno, sem precisar impactar toda uma cidade. Apenas clientes na região de atendimento seriam impactados.

É a segmentação mais simples e pode ser utilizada por qualquer empresa.

 

Segmentação Demográfica

A segmentação demográfica, separa os clientes com base em características como idade, gênero, educação, renda, estado civil, ocupação, entre outras. Também é uma segmentação considerada básica e fácil de ser implementada em soluções de Marketing Digital.

A segmentação demográfica é bastante utilizada e funciona praticamente para todos os segmentos. Marcas de luxo podem segmentar clientes com alta renda. Já produtos voltados ao público teen podem selecionar pessoas de 13 a 18 anos, por exemplo.

A combinação de diferentes filtros de segmentação demográfica oferece ainda maior poder. Utilizar gênero, renda, idade e estado civil numa mesma segmentação pode deixar suas campanhas bastante assertiva.

Se o negócio for B2B, ou seja, empresa vendendo para empresas, é possível utilizar segmentações demográficas como tamanho da empresa em que se trabalha, cargo, função, experiência, etc. Utilizar múltiplos filtros, podem trazer uma lista bastante qualificada de potenciais clientes.

 

Segmentação Psicográfica

A segmentação psicográfica é mais complexa do que as anteriores, pois incluem características intangíveis. São utilizados filtros como estilo de vida, classe social, personalidade, crenças, etc. Para realizar esse tipo de segmentação, é necessária a utilização de tecnologias avançadas, como a Hariken Extract Profile.

Um bom exemplo de segmentação psicográfica, seria uma agência de turismo que identifica pessoas com personalidade aventureira e  e oferece pacotes que incluem a prática de esportes radicais para essa segmentação.

 

Segmentação Comportamental

A segmentação comportamental também é mais complexa do que as segmentações geográficas e demográficas. É baseada em classificar as pessoas em grupos conforme seus comportamentos como: uso do site ou aplicativo da empresa, fidelidade a empresa, padrões de consumo, etc.

A segmentação comportamental é uma das mais interessantes e efetivas. Por exemplo, um e-commerce de produtos de beleza pode utilizar a segmentação comportamental para identificar quais clientes tem interesse em perfumes e criar campanhas direcionadas, que seriam totalmente diferentes dos quais tem interesse em shampoo.

 

Como tudo em Marketing é preciso entender o público e mercado. Cada tipo de segmentação de clientes é importante e traz seus benefícios.

O grande benefício que as tecnologias de Marketing Digital oferecem é a possibilidade de utilizar as diferentes segmentações em conjunto, criando nichos de clientes extremamente qualificados, permitindo que as campanhas sejam mais certeiras, otimizando os investimentos de marketing e potencializando os resultados.

Em um mundo com bilhões de pessoas, a segmentação correta permite atingir pessoas que estão dispostas a receber sua mensagem e gerar conversões.

Quer otimizar suas segmentações? Fale com um especialista da Hariken

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Adonis Batista

CEO e Nômade

Previous Como utilizar Mídia Programática para campanhas de Branding
Next Novos Recursos v2.0
Close

NEXT STORY

Close

Ative toda a sua audiência com uma DMP

09/02/2019
Close